Marco Luz

14.AGO.2017 | PALCO GIACOMETTI

​A respiração de Marco Luz sente-se nas suas gravações. É ela que acompanha os dedos, à guitarra, numa orgânica surpreendente. Ao passar, de forma subtil, entre o acústico e a electricidade, a sua música toca-nos a pele e entra-nos directamente nos pulmões, para que respiremos com ele. O disco de estreia, “Cores”, mostra um músico que compõe e grava sem pressas, colocando em cada tema as medidas exactas de despojamento e virtuosismo.

site
marcoluz

©

— PARTILHA —